Top

OVOS X COLESTEROL

ovos e colesterol

OVOS X COLESTEROL

Você consome ovo mas teme que ele afete seu nível de colesterol? Estudos já demonstraram que a ingestão de alimentos fontes de colesterol não são responsáveis pelo aumento do colesterol sanguíneo, e sim o consumo excessivo de gordura saturada. Estima-se que apenas 30% da população responda negativamente à ingestão excessiva de alimentos fontes de colesterol. Em torno de 70 a 80% do colesterol é fabricado pelo corpo e 20 a 30% provém da alimentação. Muitos indivíduos que apresentam hipercolesterolemia têm relação com a origem genética.

O colesterol, em níveis equilibrados, é fundamental para nosso organismo. É essencial para formação das membranas celulares, produção de hormônios sexuais, formação dos sais biliares, vitamina D e na formação dos tecidos nervosos. Estudos recentes vêm demonstrando ser seguro consumir um ovo diariamente, pois ele melhora o perfil de colesterol e não aumenta o risco de doença cardiovascular.

O ovo contém o mais alto valor biológico (ou padrão-ouro) para proteína. Uma unidade possui apenas 75 calorias, 7 gramas de proteína de alta qualidade, 5 gramas de gordura, e 1,6 gramas de gordura saturada, juntamente com ferro, vitaminas, minerais e carotenoides.
Quebre um ovo e… O que você encontra nele? É o que descobrirá agora:

Casca: ela é rica em cálcio, mas há uma polêmica sobre o seu uso na dieta para complementar os níveis do mineral. Isso porque pouco se sabe sobre quanto o corpo consegue de fato absorver do mineral oriundo da casca. Então, é melhor não contar com ela para combater a osteoporose. Além disso, teme-se a contaminação, já que ela seria a parte suja do ovo.

Gema: é a casa do colesterol, mas também é nela que se encontra a imensa maioria dos nutrientes, como as vitaminas e os sais minerais. Por longo tempo foi excluída da alimentação, mas sem ela os benefícios do ovo são reduzidíssimos.

Clara: sabe-se que ela é uma grande fonte de proteína. Mas, ao contrário do que se imagina, tem proporcionalmente até menos desse nutriente do que a gema, com seus 16 gramas em cada 100 gramas do alimento. No caso da clara, são 13 gramas.

Quando faz sentido abandonar as Gemas?

Pessoas diabéticas e pessoas com hipercolesterolemia familiar possuem restrições quanto ao consumo de ovos, para estes é ainda mais importante um aconselhamento médico.

Para os atletas que competem em esportes de categoria de peso, cada caloria conta. Ao cortar peso, remover as gemas pode ajudar a manter a proteína elevada, auxiliando a preservar a massa muscular e mantendo o nível baixo de calorias.

Pessoas que consomem alto teor de açúcar e dietas ricas em carboidratos devem tomar cuidado especial. Provavelmente esta é a categoria de pessoas que não está nem aí para uma alimentação saudável, não é seu caso não é mesmo?
Cuidados com os Ovos

Comer ovos crus, ovos com gema mole, ou alimentos que contêm ovos crus pode causar intoxicação alimentar, especialmente em quem está em grupos de risco que incluem bebês, crianças, idosos, mulheres grávidas e pessoas que já estão doentes.

Ficou interessado e quer mais dicas? Clique aqui e agende sua consulta com a Dra. Ully Alla.

Nenhum Comentário

Comentar