Top
 

Intoxicação por metais pesados

Os metais pesados são utilizados pelos seres humanos há milhares de anos. Apesar de vários efeitos adversos dos metais pesados para a saúde serem conhecidos há muito tempo, a exposição aos metais pesados continua, havendo mesmo um aumento em algumas partes do mundo, em especial nos países menos desenvolvidos, embora as emissões tenham diminuído nos países mais desenvolvidos nos últimos 100 anos. Os metais pesados são metais individuais e compostos metálicos que podem impactar a saúde humana.

Estas são substâncias naturais que estão muitas vezes presente no ambiente em níveis baixos. Em quantidades maiores porém, podem ser perigosas. Geralmente, os seres humanos estão expostos a estes metais por ingestão ou inalação. Trabalhar ou viver perto de um local industrial que utiliza estes metais e seus compostos aumenta os riscos de exposição, assim como viver perto de um local onde esses metais tenham sido impropriamente descartados. Estilos de vida de subsistência também podem impor riscos mais elevados de exposição e impactos sobre a saúde por causa das atividades de caça e coleta de materiais recicláveis.

Alguns autores definem os metais pesados como metais de alta densidade. Outros os definem como metais de número atômico médio a alto e tóxicos em baixas concentrações, que acumulam-se no ambiente em níveis que interrompem o crescimento das plantas e afetam a vida animal. Há ainda aqueles autores que os enquadram com peso atômico superior a 20 e com propriedades metálicas. A contaminação por metais pesados representa um enorme risco à saúde pública, pois são difíceis de serem eliminados e se acumulam no organismo.

Uma notícia que deve causar apreensão nas mulheres: pesquisadores da Universidade da Califórnia, na Escola de Saúde Pública de Berkeley, detectaram presença de chumbo, cromo alumínio e outros cinco metais em 32 tipos de batons e gloss. Os produtos em questão são os mais encontrados em farmácias e lojas de departamento dos Estados Unidos e podem causar sérios danos à saúde.

Tríade inimiga Mercúrio, chumbo e cádmio são os metais mais perigosos.

 

PULMÕES

Ficam inflamados em contato com o cádmio.

FÍGADO E RINS

São os órgãos mais danificados pelo cádmio.

MÃOS

Suas articulações – até as dos dedos e do pulso – ficam paralisadas por contaminação de chumbo.

CÉREBRO

Ingerido em peixes contaminados, o mercúrio debilita as funções cerebrais. E o vapor do metal causa distúrbios psíquicos, como depressão.

APARELHO DIGESTIVO

É atacado pelo chumbo e pelo cádmio.

 

Males metálicos:

Metais pesados têm diferentes graus de toxicidade:

  • Altamente tóxicos, tóxicos, mas os riscos de contaminação se restringem a trabalhadores da indústria.
  • Úteis para o organismo em pequenas quantidades, mas tóxicos em grandes quantidades.
  • Não-tóxicos em pequenas quantidades, mas tóxicos em grandes quantidades.

 

CÁDMIO (Cd)

  • DANOS AO ORGANISMO – Inflamação nos pulmões, problemas no fígado e nos rins
  • FORMAS DE CONTAMINAÇÃO – Fumaça de cigarro e alimentos preparados em vasilhas feitas com esse metal

 

CHUMBO (Pb)

  • DANOS AO ORGANISMO – Dores abdominais, distúrbios na visão, paralisia nas mãos
  • FORMAS DE CONTAMINAÇÃO – Tintas e alimentos contaminados por pesticidas à base do elemento

 

MERCÚRIO (Hg)

  • DANOS AO ORGANISMO – Perda da visão, debilitamento das funções cerebrais, coma
  • FORMAS DE CONTAMINAÇÃO – Ingestão de peixes contaminados e o vapor do metal

 

CROMO (Cr)

  • DANOS AO ORGANISMO – Úlceras, inflamação nasal, câncer de pulmão
  • FORMAS DE CONTAMINAÇÃO – Contato com resíduos na indústria de curtição de couros
  • O Cr(III) – uma das formas do cromo – é essencial para o corpo humano. Mas, nessa forma de Cr(VI), é nocivo à saúde.

 

NÍQUEL (Ni)

  • DANOS AO ORGANISMO – Doenças respiratórias, alergias
  • FORMAS DE CONTAMINAÇÃO – Exposição a vapores do metal em indústrias metalúrgicas

 

PLATINA (Pt)

  • DANOS AO ORGANISMO – Urticária, problemas respiratórios
  • FORMAS DE CONTAMINAÇÃO – Contato com resíduos em fábricas que industrializam o metal

 

PRATA (Ag)

  • DANOS AO ORGANISMO – Dores abdominais, vômito e diarréia
  • FORMAS DE CONTAMINAÇÃO – Ingestão acidental em indústrias que trabalham com derivados do material

 

COBALTO (Co)

  • DANOS AO ORGANISMO – Problemas respiratórios, alergias
  • FORMAS DE CONTAMINAÇÃO – Contato com a poeira do metal em indústrias

 

COBRE (Cu)

  • DANOS AO ORGANISMO – Febre, náuseas, diarréia
  • FORMAS DE CONTAMINAÇÃO – Ingestão de água contaminada pelo metal presente em encanamentos

 

FERRO (Fe)

  • DANOS AO ORGANISMO – Vômitos, diarréias e problemas intestinais
  • FORMAS DE CONTAMINAÇÃO – Transfusões de sangue, excesso de ferro na alimentação

 

MANGANÊS (Mn)

  • DANOS AO ORGANISMO – Distúrbios neurológicos, como Mal de Parkinson
  • FORMAS DE CONTAMINAÇÃO – Inalação de poeira do material na indústria de mineração

 

ZINCO (Zn)

  • DANOS AO ORGANISMO – Tosse, febre, náusea, vômitos
  • FORMAS DE CONTAMINAÇÃO – Contato com resíduos de indústrias metalúrgicas

 

ESTANHO (Sn)

  • DANOS AO ORGANISMO – Náusea, vômito e diarréia
  • FORMAS DE CONTAMINAÇÃO – Resíduos do metal em comidas enlatadas

 

Como eliminá-los?

O tratamento natural para eliminar os metais pesados se basea nos seguintes suplementos naturais, que contêm propriedades quelantes, ou seja, esse elemento se une aos metais pesados e os eliminam para fora de nosso organismo. Além do tratamento natural pode ser útil a utilização de fármacos.

Alga Chlorella: esta rica alga tem um potente efeito desintoxicante de todo o tipo de substâncias danosas, não somente os metais pesados, devido a seu alto conteúdo de clorofila que será um ingrediente principal deste tratamento.

Coentro: esta erva é usada tradicionalmente como condimentos. Além de suas propriedades  como quelante, contém uma grande quantidade de vitaminas, especialmente as vitaminas A e K e em menor medida a vitamina B, C e E.

Alho: este alimento medicinal, muito recomendado para múltiplas doenças, também será muito útil para nosso tratamento. Seus componentes depurativos ajudam a expulsar todo tipo de toxinas do nosso organismo. Como manutenção, depois do tratamento, podemos realizar a famosa cura tibetana do alho.

Magnésio: este mineral não tem propriedades quelantes, mas é muito útil para facilitar a eliminação dos elementos tóxicos.